Crescimento salarial deve desacelerar em pequenas e médias empresas do Japão

Uma pesquisa realizada por um instituto privado concluiu que, na maioria das pequenas e médias empresas do Japão, trabalhadores poderão contar com aumentos salariais no ano fiscal de 2024, a partir de abril. Contudo, a margem do aumento não será tão grande quanto a do atual ano fiscal, que se encerra em março.

Empregados e empregadores, no momento, tentam chegar a aumentos salariais sustentáveis nas negociações salariais anuais de primavera.

A pesquisa on-line foi conduzida pela Tokyo Shoko Research este mês. Mais de 3.800 empresas de menor escala em todo o país responderam.

Foi demonstrado que 85 por cento dos entrevistados planejam aumentar salários no próximo ano fiscal, que se inicia em abril.

A Confederação de Sindicatos do Japão busca um aumento geral de 5% ou mais. Dos entrevistados, 26 por cento dizem que atingirão essa meta. Porém, isso representa uma queda de 11 pontos percentuais em relação ao ano fiscal atual. Um quinto das empresas planeja ter um aumento entre dois e três por cento, enquanto um terço indicou que aumentaria os salários entre três e quatro por cento.

A pesquisa também perguntou às empresas que não pretendem implementar aumentos salariais o que as impede de fazê-lo, permitindo mais de uma resposta.

Dessas empresas, 54 por cento citaram a dificuldade em repassar custos mais altos aos clientes. Já 49 por cento apontaram para o aumento dos preços de matérias-primas.

Fonte: NHK World Japan

Foto: Divulgação

You May Also Like

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *